Grupo reunido para o encontro.
O espírito do PEP é a paixão"
A + A -

O Instituto Sustentabilidade América Latina e Caribe (InS/ALC) realizou mais um seminário internacional de formação de lideranças.  Desta vez, lideranças das igrejas luteranas da região, que já têm seus planejamentos estratégicos participativos implantados, reuniram-se para refletir sobre as experiências acumuladas nos processos de planejamento estratégico participativo (PEP) nas igrejas.

O Seminário, intitulado “Diaconía, Liderazgo y Sustentabilidad en los procesos de Planificación Estratégico Participativa en las Iglesias”, ocorreu em São Leopoldo, Brasil, dos dias 22 a 24 de novembro de 2016, na Casa Matriz de Diaconisas. O seminário reuniu representantes de sete igrejas luteranas da região (Iglesia Luterana Mexicana, Iglesia Luterana Costarricense, Iglesia Evangélica Luterana de Colombia, Iglesia Evangélica Luterana Boliviana, Iglesia Evangélica Luterana en Chile, Iglesia Evangélica Luterana Unida, Igreja Evangélica de Confissão Luterana Brasil).

Além da experiência colhida pelas igrejas, o seminário buscou também assimilar o trabalho reflexivo que as igrejas têm desenvolvido no esforço de capacitação de lideranças pela ação imediata de suas próprias organizações de formação teológica (Escuela Luterana de Teología – ELT/IELCO, Instituto de Pastoral Contextual - IPC/IELU, Seminário Luterano Augsburgo – SEMLA/ILM).

Organizado pela ação conjunta da Secretaria para América Latina e Caribe da FLM (DMD-FLM), do Programa Sustentabilidad/LAC e pelo Instituto Sustentabilidade América Latina e Caribe (InS), o seminário teve coordenação pedagógica direta do Programa Sustentabilidad e do InS. Como atividade prévia ao seminario, as pessoas foram convidadas a refletir sobre as seguintes questões:

•    Em que medida o planejamento estratégico participativo foi utilizado em sua igreja? Por quê?
•    Que influência tiveram os procesos de planejamento participativo na diaconia de sua igreja?
•    Qual foi a contribuição dos procesos de planejamento participativo no desenvolvimento de lideranças sustentáveis em sua igreja?
•    Os procesos de elaboração e implementação de PEP tiveram alguma influência no desenvolvimento de novos modelos ministeriais?
•    As ferramentas de gestão (planejamento, monitoramento, avaliação, relatório e sistematização) estão sendo aplicadas em sua igreja em relação ao plano estragético, à diacona e ao desenvolvimento de liderança?
•    Estas ferramentas estão sendo ensinadas, compartilhadas e/ou disseminadas?
•    Os espaços de formação de lideranças das igrejas (programas, institutos, seminários, faculdades) estão realizando um proceso de apropriação destas ferramentas?

A metodologia utilizada no seminário foi simples: após os relatos de experiêncas de cada igreja, construídos com base nas questões mencionadas acima, grupos de trabalho buscaram sistematizar a reflexão destacando sempre elementos comuns e elementos específicos, considerando contextos sócio-culturais e organizacionais. Um dos aspectos comuns que as igrejas destacaram foi a necessidade de criar um ambiente de encantamento pelo PEP. Elaborar e manter uma dinâmica de planejamento requer paixão.
As igrejas puderam constatar, em suma, que, uma década depois, os planejamentos permitiram avançar de forma significativa em muitas áreas: diaconia, identidade luterana, formação, gênero e empoderamento, governança, espiritualidade, etc. As experiências de planejamento permitiram também enfocar de forma sensata e clara o tema do crescimento numérico das igrejas. As igrejas reunidas assumiram o compromisso, com o apoio do InS, de compartilhar seus planejamentos participativos e elaborar um documento que sistematize os aprendizados colhidos pelas igrejas e que foram objeto de densa reflexão neste seminário.

Por: Equipe Operacional do InS - 15/03/2017 Imprimir