Faculdades EST promove palestra com P. Dr. Martin Junge

Faculdades EST promove palestra com P. Dr. Martin Junge
19 de março de 2022 InS Comunicação

Com tema “Em Direção a uma Cidadania Empoderada!”, evento marca o início do semestre dos cursos de graduação

O pastor Dr. Martin Junge palestrou na Aula Inaugural das Faculdades EST, evento aberto e com transmissão ao vivo que aconteceu na última segunda, dia 14. Martin Junge nasceu no Chile e exerceu a função de Secretário Geral da Federação Luterana Mundial (FLM) entre novembro de 2010 e outubro de 2021. 

Durante a palestra, Junge abordou a perspectiva da educação e sua importância em diferentes momentos históricos, mencionando o ensino a partir da perspectiva do ministério de Jesus Cristo, da Reforma Protestante de Martinho Lutero e, por fim, da educação como chave para as transformações e desafios presentes na Igreja a nível global nos dias de hoje.

Ao falar do chamado para dar início à Reforma, o palestrante relembra a preocupação de Lutero com os abusos e inverdades criadas pela Igreja na época e inocentemente sendo acatadas pelas pessoas. “Lutero não tolera o abuso teológico e o que isso causa nas pessoas, oferecendo falsas certezas e as explorando”, enfatiza. As contribuições da Reforma luterana para a educação no mundo se baseiam na percepção de que o analfabetismo é um terreno ideal para manipulação, desinformação, engano e abuso de poder e, por isso, a educação se torna essencial na superação desse problema.

Também na Reforma, pontua Junge, Lutero resgata o protagonismo e a responsabilidade do povo de Deus na vida da Igreja, por meio do sacerdócio universal de todas as pessoas crentes. Por meio da teologia da vocação, acontece a revalorização do espaço secular e público, com foco na construção do diálogo e no rompimento da ordem hierárquica vigente. 

“Se Deus quisesse que as coisas fossem em preto e branco, Deus teria criado o mundo em preto e branco”, reflete o ex-secretário geral da FLM, enquanto pontua sobre as principais mudanças do contexto atual. Entre elas, Junge ressalta alterações no centro de gravidade da Igreja, do norte global para o sul global; alterações na demografia e no rosto da igreja; secularismo/pluralismos religiosos e identitários; bem como dificuldades na cooperação resultantes da polarização e fragmentação social, além do aumento do racismo, homofobia, machismo e outras conquistas sociais estabelecidas.

Para além das mudanças contextuais, Martin Junge também coloca como desafio a sustentabilidade das estruturas e igrejas construídas pelo mundo ao longo dos anos, trazendo incertezas em temas como membresia, vocação teológica e questões financeiras. Contudo, o palestrante reconhece a importância da Faculdades EST no tema da Sustentabilidade, por meio das atividades desenvolvidas pelo Instituto Sustentabilidade América Latina e Caribe, bem como a contribuição do centro de formação para a pesquisa e produção de materiais teológicos, como por exemplo a Política de Justiça de Gênero, amplamente divulgada e traduzida para inúmeras igrejas da Comunhão global. 

Com um testemunho pessoal sobre sua trajetória, Martin Junge encerrou a sua apresentação com um chamado para a importância de manter a abertura ao diálogo e a escuta, adicionando novos capítulos por meio da fé e por meio do dom da vida.

Confira a palestra na íntegra:

WordPress Destek & Yardım -

Personel Maaşları

- deneme bonusu Skip to content